top of page

5 coisas que não sabe sobre Timothée Chalamet

O ator franco-americano de ascendência canadiana, judaica, austríaca e russa, o novo rosto do perfume Bleu de Chanel, é considerado, aos 27 anos, um dos atores mais promissores da nova geração. Em entrevista à edição britânica da revista Vogue, revelou hábitos e segredos, alguns deles surpreendentes.



Em agosto, começa a filmar o filme sobre o cantor e compositor norte-americano Bob Dylan. Em novembro, volta a ser um dos protagonistas da segunda parte da trilogia "Duna" e, logo no mês seguinte, promete brilhar (muito) em "Wonka", a nova longa-metragem do realizador Paul King. Nascido a 27 de dezembro de 1995 em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América, Timothée Chalamet passou a infância em Hell's Kitchen, bairro de Manhattan. Lourdes Leon, filha da cantora Madonna, foi uma das primeiras namoradas.


1. Veste roupa de mulher


Desde a adolescência que não tem problemas em sair à rua com peças de roupa femininas. Em tempos idos, era na Broadway, uma das mais icónicas artérias de Nova Iorque, conhecida pelos reputados teatros de musicais, que as adquiria. "Basicamente, [o que mais comprava] era roupa de mulher na Topshop", acaba de assumir em declarações exclusivas à edição britânica da revista Vogue. "Era o que achava que me ficava melhor", confidencia o artista.


2. Canta e dança


Apesar de ser (re)conhecido pela intensidade dramática que coloca nos papéis que representa, o ator franco-americano também tem outros talentos artísticos. Em 2013, quando ainda estudava, deu nas vistas durante uma adaptação do filme "Cabaret - Adeus Berlim", protagonizado por Liza Minelli e Michael York. "O crítico Ben Brantley elogiou muito [a prestação]", orgulha-se o artista, filho de uma antiga bailarina, que vai interpretar as canções de Bob Dylan no filme que está a preparar.


3. Não usa perfume no dia a dia


Apesar de ser o novo rosto do perfume Bleu de Chanel, sucedendo ao ator Gaspard Ulliel, falecido o ano passado num acidente de esqui, Timothée Chalamet não tem o hábito regular de se perfumar. "Não sou uma pessoa que use perfume todos os dias. Uso apenas nas alturas em que quero enfatizar um momento", revela. "Acho que [o Bleu de Chanel] é um perfume à antiga. É subtil mas, ainda assim, assertivo", considera.


4. Queria ser futebolista


Em criança, o agora ator ambicionava vir a ser jogador de futebol, mas a paixão pela representação fê-lo mudar de ideias. Ainda assim, na adolescência, chegou a frequentar um estádio todas as semanas. "Fui treinador de futebol em França. Treinei um grupo de crianças entre os 6 e os 10 anos quando eu tinha cerca de 13 anos", revelaria anos mais tarde. Nessa altura, passava parte das férias em casa dos avós em Le Chambon-sur-Lignon, uma pequena aldeia francesa a duas horas de distância de Lyon.


5. Não é o único ator na família


Dois anos mais velha, a única irmã, Pauline Chalamet, nascida a 25 de janeiro de 1992, também é atriz. "O rei de Staten Island" foi o primeiro filme em que entrou, em 2020. Desde 2021 é uma das protagonistas da comédia "The sex lives of college girls", disponível na plataforma digital HBO Max. "Sinto que sempre me movi num meio artístico. A minha mãe [ex-bailarina de teatro musical] e o meu tio também já tinham representado em palco", confidencia Timothée Chalamet.

Comments


bottom of page