top of page

Visitas lusas à Cité du Vin cresceram 63% em 2022

O museu francês que homenageia as vinhas e os vinhos do mundo, localizado em Bordéus, fechou o ano com 391.000 visitantes de 93 nacionalidades. A portuguesa foi a que mais cresceu. A partir de fevereiro, os audioguias passam a estar disponíveis em português. Mas as novidades não se ficam por aqui.



Em 2022, houve (ainda) mais portugueses a visitar a Cité do Vin, em Bordéus. O museu francês que homenageia as vinhas e os vinhos do mundo fechou o ano com 391.000 visitantes de 93 nacionalidades. "O turistas espanhóis, britânicos e norte-americanos lideram a lista, seguidos pelos italianos e pelos alemães. Mas é de registar o forte crescimento de visitantes portugueses, mais de 63%, seguindo uma tendência que se tem vindo a verificar há vários anos", informa a Cité du Vin em comunicado de imprensa.


"Vamos responder a essa procura adicionando o português às oito línguas disponibilizadas nas visitas à exposição permanente a partir de fevereiro de 2023", revela ainda o documento. Inaugurado em 2016, o monumento ultrapassou a barreira dos dois milhões de visitantes na primavera de 2022. A exposição sobre o pintor cubista espanhol Pablo Picasso foi um dos momentos fortes da programação cultural do ano passado. Encerrado desde 2 de janeiro, a Cité du Vin reabre a 4 de fevereiro com uma nova exposição permanente.


Dois meses mais tarde, a 8 de abril, haverá uma nova atração museológica a descobrir, a Via Sensoria, uma experiência de degustação de vinho imersiva que promete fazer as delícias dos visitantes. Gerido pela Fondation pour la Culture et les Civilisations du Vin, o museu exibe um filme que mostra algumas das principais regiões vitivinícolas do mundo. Portugal está representado pela do Douro. Ao longo da visita, equipamentos interativos explicam o processo da produção vínica. No último andar, um bar panorâmico serve vinho luso.

Comentarios


bottom of page